Pesquisar este blog

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Favorito ao Oscar, ‘Até o Último Homem’

Mostra um soldado pacifista e que não come carne


Concorrendo a seis estatuetas no Oscar 2017 e certamente como um dos grandes favoritos, Até o Último Homem (Hacksaw Ridge) conta a história real do soldado Desmond T. Doss, um dos maiores heróis de guerra da história dos Estados Unidos (sem nunca dar um tiro). O filme está concorrendo nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator (Andrew Garfield), Melhor Direção (Mel Gibson), Melhor Montagem, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o jovem Doss resolveu se alistar para combater na guerra, mesmo sendo evangélico e tendo como uma de suas filosofias de vida jamais tocar em armas. Pertencente à Igreja Adventista do Sétimo Dia, o soldado foi hostilizado nos treinamentos no exército por não pegar em armas, mas virou um herói ao salvar 75 homens como médico de seu batalhão.


 

A história do soldado Desmond T. Doss, brilhantemente interpretada pelo ator Andrew Garfield, gira em torno de sua fé e perseverança em cultivar a não violência mesmo dentro da maior guerra de todos os tempos. A questão do não consumo de carne aparece em apenas um momento do filme e foi claramente colocada para reforçar que Doss era contra a violência em todos os sentidos. A Igreja Adventista do Sétimo Dia preconiza a seus fiéis o não consumo de animais e o soldado seguia isso à risca, a ponto de deixar de comer no campo de batalha e oferecer sua porção a um companheiro.

Até o Último Homem (Hacksaw Ridge) é um filme de encher os olhos com uma fotografia incrível e também o coração com esperança por um mundo melhor. Dirigido pelo aclamado ator e diretor Mel Gibson, o longa tem cenas de violência explícita típicas de uma guerra, mas o que salta da tela é a bravura e o respeito que o soldado Doss tem pela vida. O filme estreou nos cinemas do Brasil no dia 26 de janeiro.


A cerimônia do Oscar 2017 acontecerá no último domingo de fevereiro, dia 26, mas a Rede Globo vai exibir o evento apenas no dia seguinte. Como o Oscar será na mesma data em que ocorrerá o primeiro dia do desfile das escolas de samba, a emissora optou por mostrar o Carnaval ao vivo.