Pesquisar este blog

domingo, 30 de julho de 2017

'Dunkirk' bate 'Emoji: O Filme' nas bilheterias de cinemas dos EUA


Expectativa era de empate, mas novo filme de Christopher Nolan se manteve no topo pelo 2º fim de semana seguido e superou animação.

Uma batalha improvável ocorreu nas bilheterias dos cinemas dos Estados Unidos neste fim de semana envolvendo os longas "Emoji: O Filme" e "Dunkirk".

Na manhã de sábado (29), a animação e o épico de guerra pareciam finalizar com um empate. Mas neste domingo (30), a poeira baixou e, ao que parece, "Dunkirk" encerrará mais um fim de semana em primeiro lugar.

O filme mais recente de Christopher Nolan superou os demais concorrentes no fim de semana ao arrecadar mais de US$ 50 milhões (R$ 157 milhões), mostrando que o diretor, junto com a crítica positiva, ainda tem um forte apelo, mesmo para um filme sem o poder de uma estrela e sendo mais um sobre a 2ª Guerra Mundial.


Essa é a primeira vez que um filme segue em primeiro colocado por dois finais de semana consecutivos desde "Mulher-Maravilha", no início de junho.

Com isso, "Emoji: O Filme" ficou em segundo lugar com US$ 25,7 milhões (R$ 80,5 milhões). A animação não foi bem-recebida pela crítica, e o público parece seguir na mesma direção.

Isso deixa o outro grande lançamento desta semana, "Atômica", um pouco distante. Os estúdios Focus Features e Sierra/Affinity esperam uma estreia digna, mas um pouco abaixo das expectativas para o longa estrelado por Charlize Theron com US$ 18,5 milhões (R$ 58 milhões).

No início da semana, "Atômica" esperava arrecadar US$ 20 milhões, mas o resultado final de fim de semana de estreia ainda é sólido, considerando o orçamento de US$ 30 milhões. É também um dos maiores lançamentos da Focus depois de "Sobrenatural: A Origem" (US$ 22,7 milhões); "Invasão a Londres" (US$ 21,6 milhões); e "Queime Depois de Ler" (US$ 19,1 milhões).

Já "Mulher-Maravilha" continua apresentado uma trajetória fenomenal e atualmente está atingindo a marca dos US$ 400 milhões no mercado interno norte-americano desde sua estreia.

Fonte: G1