Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 26 de julho de 2016

Confira novo trailer sensacional de Esquadrão Suicida


A San Diego Comic-Con deixou muita coisa legal pra gente comentar, e o novo trailer de Esquadrão Suicida é uma delas. Depois de tantos vídeos, trailers e material exibido na campanha promocional do longa, quem achou que só restava ver o filme, errou. A DC exibiu durante a convenção um novo trailer recheado de cenas inéditas.

Arlequina continua sendo o grande destaque do longa, em todos os trailer ela aparece com frequência e já deixa os fãs morrendo de ansiedade pelo filme. Outras novidades são imagens de Magia, de quem pouco se falou, e dos monstros que nossos vilões irão enfrentar. 
 
Esquadrão Suicida estreia no dia 4 de agosto no Brasil, e a pré-venda de ingressos do filme já começou desde o dia 21 deste mês. Melhor correr pra assegurar seus ingressos. O Esquadrão Suicida se formou quando uma agência secreta do governo dos Estados Unidos reuniu os maiores vilões presos em uma cadeia especial para trabalhar para o governo lutando contra uma ameaça ainda maior.


Fonte: Cinema10

Festival de Gramado anuncia selecionados para sua 44ª edição

Evento acontece entre os dias 26 de agosto e 3 de setembro, na serra gaúcha


Festival de Cinema de Gramado anunciou nesta quarta-feira, 20 de julho, em entrevista coletiva, a programação completa da sua 44ª edição, que acontece entre os dias 26 de agosto e 3 de setembro, na cidade de Gramado, na serra gaúcha.  O encontro contou com a presença de representantes da Gramadotur, autarquia responsável pela realização do Festival, e dos curadores Eva Piwowarski, Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho, além de autoridades.

A abertura do festival ficará a cargo de "Aquarius", de Kleber Mendonça Filho, que será exibido em sessão hour-concours. Também foi anunciado que a atriz Sonia Braga, que protagoniza o longa, será a homenageada do Troféu Oscarito, honraria oferecida pelo evento a grandes atores do cinema nacional. O ator Tony Ramos é outro a ser reverenciado este ano, recebebdo o Troféu Cidade de Gramado.

Na principal mostra competitiva de Gramado, seis longas-metragens brasileiros concorrem aos Kikitos: "Barata Ribeiro, 716", de Domingos Oliveira; "El Mate”, de Bruno Kott; "Elis” (SP), de Hugo Prata; “O Roubo da Taça”, de Caito Ortiz; “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra; e “Tamo Junto” (RJ), de Matheus Souza.

Clique aqui e veja a lista completa de filmes selecionados para todas as mostras da 44ª edição do Festival de Cinema de Gramado.

Fonte: ANCINE

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Comic-Con 2016: Veja o primeiro trailer de Mulher-Maravilha!


E o painel da Warner na Comic-Con começou com tudo, já lançando o aguardado trailer de Mulher-Maravilha! Dirigido por Patty Jenkins, o longa estrelado por Gal GadotChris PineConnie Nielsen e Robin Wright estreia em 1º de junho do ano que vem.

Confira a sinopse oficial:
Antes de se tornar Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas, treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível. Criada em uma paradisíaca ilha afastada de tudo, Diana descobre por um piloto americano acidentado que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e, certa de que pode parar o conflito, decide deixar seu lar pela primeira vez. Travando uma guerra para acabar com todas guerras, Diana toma ciência do alcance de seus poderes e de sua verdadeira missão.

Fonte: AdoroCinema

Comic-Con 2016: Liberado o primeiro trailer de Liga da Justiça!




Flash (Ezra Miller), Superman (Henry Cavill), Cyborg (Ray Fisher), Mulher-Maravilha (Gal Gadot), Batman (Ben Affleck) e Aquaman (Jason Momoa). TODO MUNDO JUNTO E UNIFORMIZADO E INTERAGINDO E PRONTO PARA LUTAR E CHEGA LOGO NOVEMBRO DE 2017. A Liga da Justiça vem aí e o bicho vai pegar Steppenwolf não vai se criar.

Dirigido por Zack Snyder, Liga da Justiça estreia em 16 de novembro do ano que vem.
Fonte: AdoroCinema

Dicas para estimular crianças a ler mais

Como convencer os pequenos...


A largar joguinhos e a TV e abrir um livro
Estudos comprovam que a ler ajuda a desenvolver o cérebro, ter melhor desempenho acadêmico e até mesmo a criar uma sociedade mais igualitária. Estimular crianças a tomar gosto pelos livros é uma missão importante de pais e educadores.

O professor Júlio César Michelato, coordenador de português do ensino fundamental do colégio Objetivo, afirma que a leitura extraclasse gera resultados em sala de aula.  “Há uma diferença enorme na produção dos alunos que leem em relação aos que não costumam pegar em livros – os que leem têm uma bagagem maior, sabem reivindicar, argumentar com mais propriedade.”

Como convencer os pequenos a largar joguinhos e a TV para abrir um livro? Apesar da leitura ser uma atividade divertida e que pode ajudar adultos e crianças a criar laços afetivos, muitas vezes é difícil criar esse hábito. Por isso, reunimos algumas dicas de como estimular os pequenos (ou nem tanto) a ler mais. As férias escolares podem ser uma boa oportunidade para colocá-las em prática!

1. Seja exemplo
Ainda que seja um consenso dizer que é importante ler, 70% dos brasileiros adultos não leram nenhum livro em 2014, segundo uma pesquisa da Fecomercio-RJ. Como a leitura é um ato cultural, é importante que os adultos desenvolvam esse hábito para que a criança também aprenda a desenvolver. “A partir do momento que você está em casa engatinhando, você vê o seu pais lendo um jornal, um livro, uma revista, aquilo automaticamente passa a fazer parte da sua vida”, diz o Michelato.

2. Desligue a televisão
85% dos brasileiros gostam de assistir a televisão durante o tempo livre, enquanto só 28%  da população escolhe a leitura, segundo o estudo Retratos da Leitura no Brasil. O problema é que com o eletrodoméstico ligado fica difícil conseguir ler. “A TV desligada também gera um espaço vazio físico e psíquico para a leitura. Especialmente se o adulto também for ler naquele momento”, afirma a professora doutora Beth Cardozo do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da PUC-SP.

3. Crie um momento de leitura
Use momentos em família para atualizar a leitura. Você com seus livros, as crianças com os delas e conversem sobre o tema. “Além de ser importante ser um exemplo, é bacana mostrar para a criança o que está lendo. Não que ela deva ler aquele livro, mas é interessante mostrar as opções que existem de leitura”, afirma a professora Samantha Ishikawa, do Colégio Santa Maria de São Paulo.
Dá até para pensar em uma espécie de clube do livro, em que vocês escolhem um título e compartilham as impressões depois. Não tenha medo de dizer que não gostou de um livro e as razões para isso. Assim, a criança pode compreender que existem diferentes tipos de obras e que é possível deixar uma obra de lado e começar outra.

4. Ofereça diferentes tipos de texto
Também é bom para oferecer diferentes tipos de texto. Apesar de gerar certa insegurança, não há problema em deixar que crianças leiam conteúdo destinado a diferentes faixas etárias. “Muitas vezes, pais estranham o interesse dos filhos em enciclopédias ou livros de receitas, mas são tipos de texto que podem gerar muito conhecimento para a criança”, afirma Samantha.

5. Respeite o gosto do leitor
Especialmente entre as crianças mais velhas, os pais podem ter preconceitos com os gostos literários dos filhos, que tendem a se interessar por um único gênero. Estimule a leitura desses títulos, mas tente oferecer também outras opções. Leitura demais não machuca. “O fundamental é ter contato com a leitura”, afirma a professora do Santa Maria. Na hora de oferecer novos títulos, é importante conhecer a criança. Observe-a, investigue seus interesses. Acertar na hora de indicar um livro pode garantir que o pequeno se apaixone pela leitura.

6. Incentive contato com os livros
É importante cultivar a relação com livros mesmo antes da alfabetização. Com crianças pequenas, é legal explorar a leitura de imagens ou deixar que o livro seja usado como um objeto para brincadeira. A escritora Lygia Bojunga gostava de contar que antes de aprender a ler brincava de casinha dentro dos livros, que usava como tijolos e paredes. “Isso é importante para criar intimidade com o objeto”, afirma Beth.
No entanto, é preciso tomar cuidado para não dramatizar, caso algum título fique avariado. “Ensine o respeito pelos livros, mas não os deixe encastelados. Não tem motivo para fazer drama por livros rasgados ou riscados”, diz Beth.

7. Vá com calma
Não tem necessidade de cobrar que a criança termine um livro por dia. Assim como os adultos, as crianças podem ler aos poucos. Outra preocupação é não forçar para que a criança leia tudo sozinha. É possível alternar a leitura para que seja um processo mais prazeroso, mas tome cuidado para evitar um tom professoral e não ficar bombardeando a criança de perguntas como “entendeu?”. Por vezes, a leitura é apenas um momento de deixar a criatividade rolar solta.

8. Frequente livrarias e bibliotecas
Procure frequentar a programação de livrarias, bibliotecas, bienais e feiras do livro da região. Em geral, é possível aproveitar a  programação relacionada a leitura, como encontros com autores, debates e cotações de histórias. Nas bibliotecas, também é possível começar a compreender obrigações e responsabilidades.

9. Monte um cantinho da leitura
Crie um ambiente confortável que estimule a leitura, no qual a criança tenha acesso aos livros sempre que quiser, com iluminação adequada. Podem ser títulos emprestados em bibliotecas ou um pequeno acervo próprio. O importante é estarem à mão para estimular a leitura.

10. Conheça o autor
Crianças fantasiam muito sobre quem é o autor dos livros. Quando descobrem mais sobre a vida dele, podem se interessar em ler sua obra. Se o pequeno gostou de algum livro, dá para investir em oferecer outros títulos do mesmo escritor. Outra sugestão é procurar blogs e canais de contato com os leitores que muitos autores mantêm. Eles, em geral, respondem mensagens e podem criar ainda mais interesse na leitura.

11. Estude a época retratada
Muitas vezes as crianças não entendem o porquê da leitura. Explorar a época em que o livro foi escrito ou o tempo que ela descreve pode gerar interesse. “Quanto mais informações você tiver sobre o livro, mais a criança fica interessada na historia” , afirma Samantha.

12. Alie com outras diversões
Associe a leitura a passeios. Se o livro fala de animais, que tal ir ao zoológico? Se ele fala do Universo, que tal ir ao planetário ou observar as estrelas do quintal? Filmes e peças de teatro também são bons métodos para gerar interesse nos livros em que foram baseados e vice versa. Textos teatrais também são opções bacanas. De leitura mais direta, agradam e podem ensinar muito.

13. Tablet não é só para joguinhos
Criar uma biblioteca virtual (seja no tablet ou no computador) também pode ser outra forma de estimular a leitura. Para algumas crianças, a leitura pode ser até mais rápida por conta das cores e luminosidade. “Mas o interessante é também não ficar só no digital. É bacana não ficar em uma única ferramenta”, diz Samantha.

14. Use a tecnologia a favor dos livros
Muitos sites de editoras (ou e-books mais incrementados) disponibilizam atividades lúdicas sobre os títulos. O que pode ampliar as atividades e o interesse pela leitura. O professor Julio Michelato também indica procurar canais do Youtube sobre literatura. “A linguagem jovem pode estimular outros a se interessar e ler mais”, afirma.

15. Não deixe se tornar uma obrigação
Se tudo isso for feito, não tem risco. Mas é importante tomar cuidado para não fazer que a leitura seja mais uma incumbência. Ler livros deve ser divertido para as crianças para que se torne um hábito para a vida toda.