Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

AUTOPUBLICAÇÃO DIGITAL, A MUDANÇA DO MUNDO LITERÁRIO

Dentre todas as facilidades que a tecnologia e o digital trouxeram ao mundo, a autopublicação também se faz presente e cresce, a cada dia, no mercado editorial


Dos princípios da internet aos dias atuais muita coisa mudou. Evoluímos em questões tecnológicas e atingimos parte do patamar previsto nos anos 80 para os anos 2000. Não andamos em carros voadores, não existem robôs programados para atividades domésticas – ainda. O digital chegou no mundo e o revirou de ponta cabeça. Tudo precisou se readequar, o jornal é online, trocamos receitas pela internet, telefonemos pela internet, a revista é online, as fofocas são online… o mundo passou ao real time e a velocidade de 2GB na transmissão de dados. O mesmo aconteceu com o mercado editorial.

As publicações independentes já existiam, sempre existiram. E continuam a existir. Mas elas ganharam um novo pilar com o mundo digitalizado e online: a autopublicação chegou a internet. Chegou e ganhou um espaço importantíssimo e muita coisa boa nasceu daí. Vamos começar falando do mercado editorial tradicional: difícil de entrar, cheios de processos burocráticos, demora nas publicações… com barragens como essa, muita coisa boa pode ter sido perdida no limbo. Quebrar essas barras nem sempre foi fácil, ainda não é. Pensando nisso, a autopublicação digital quebrou alguns paradigmas: aproximou escritores de leitores, deixou a demora editorial de lado, barateou os custos, trouxe talentos à tona. Claro que, com a popularização, também surgiu muito bagagem dispensável. Mas isso não vem ao caso, afinal, o mercado editorial impresso também tem bastante coisa pra se jogar fora.

E viva a Internet!

Autopublicar ajuda muitos novos autores a também entrarem no mercado, conquistando fãs, leitores e grandes editoras. Acredito que o mais importante é isso: trazer ao mercado literária novos talentos, que por inúmeros motivos poderiam ter sido desperdiçados.

E como posso me autopublicar? Existem algumas ferramentas bacanas.

1 – Kindle Direct Publishing
Aqui você pode publicar seu livro nas plataformas Kindle, do grupo Amazon. Eles produzem, inclusive, concursos. Hoje em dia, o top 10 de vendas a Amazon sempre tem autores da KDP.

2 – Clube dos Autores
Plataforma pioneira no Brasil. Permite comercialização digital e impressa.

3 – Bookess
Plataforma brasileira, que permite comercializar o livro impresso e digital.

4 – Publique-se
Plataforma da Saraiva. O bacana dela, é que os livros são comercializados pela livraria Saraiva.

5 – Writting Life
Plataforma da Livraria Cultura, que comercializa hoje o Kobo. Corrente direto do Kindle.

Muitos novos escritores são encontrados nas plataformas digitais de autopublicação, além disso, muita gente que optou também por uma carreira baseada na autopublicação. Não podemos deixar de lado o crescimento dos e-books no mundo. Hoje, as editoras tradicionais precisaram se adaptar a essa nova tecnologia e modelo de comercialização, que cresce não só no entretenimento, mas nas escolas e na categoria didática. O crescimento da tecnologia não pode ser, simplesmente, ignorado.

A tecnologia e o digital vieram mesmo para mudar o mundo. E muita coisa tem mudado pra melhor, como no mercado literário.